Sagaranagens de Artur Rimbaud o Traficante de Escravas Brancas


20/12/2006


Escrito por artur rimbaud às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

Festa dos Reis

Eu quero é bois de rodas e reis
Giros da saias das moças
Gentes de pés no chão.
A Palavra vibrando solta rouca na voz
O barro socado no sol vermelho dos maracatus
Fazendo a festa nas ruas dos mundos
A luz serpenteando lambadas de poesia e fé.
Erguem-se castelos em rezas e movimentos,
Ervas e histórias, retalhos e costuras,
Estampas e bandeiras.
Tudo é festa por dentro
E o tempo fica preso no ar
Então vamos cantar meninos!
Pois temos uma farta mesa coração


MARKO ANDRADE

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

 

Escrito por artur rimbaud às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: