Sagaranagens de Artur Rimbaud o Traficante de Escravas Brancas


23/06/2006


luna elétrika

Poesia

 

quero dizer apenas

que não vale a pena

só te ver de longe

na fotografia

e pensar teu nome

para poesia

quero tocar teus poros

conhecer a pele

radiografar teus pêlos

ser teu dia a dia

 

artur gomes

http://arturgomes.zip.net

www.fulinaima.com.br

http://balckbilly.blogspot.com

 

Escrito por artur rimbaud às 13h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

saudade!

o céu abre as janelas
e recolhe o que é seu
não tem tempo
nem matéria
inexorável
estende a mão...

(liberdade é conceito
de quem conhece a prisão)

como grão de areia ao vento
feito louco pelo espaço
a terra pranteia a perda
soluça
grita
coxeia
e não entende a saudade

o céu se diverte
explode em gargalhadas
recebe com alegria
a chegada do meu irmão...

(distância é conceito
de quem se prende ao chão)

ivy menon

 

Escrito por artur rimbaud às 13h20
[ ] [ envie esta mensagem ]

AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada,

aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

 

Escrito por artur rimbaud às 13h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

Renascer

Vida à florir...
Em vertente clara,
Fragmentos de verão
Vazio em ecos
Descortinando
sentidos
O sonho renascendo,
De retalhos...
Pássaros em cores...
Vôo sonoro
De alma livre...
Cirandando à luz
De pirilampos
Num denso desfiar
De emoções.

Cláudia Gonçalves

 

Escrito por artur rimbaud às 13h02
[ ] [ envie esta mensagem ]

Vai ser difícil você saber quem sou

ou o que estou querendo dizer,
Mas mesmo assim vou dar saúde,
Vou filtrar e dar vida a seu sangue.

foto: rita barreto


Não me cruzando na primeira não desista,
Não me vendo num lugar,
procure em outro,
Em algum lugar eu paro e espero por você.

Walt Whitman

 

 

Escrito por artur rimbaud às 09h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

20/06/2006


michelly gata

Jura secreta 8

 

teu nome pode ser um elo

a ponte rio belo horizonte

porto alegre cais do porto

 

não fosse o gosto

que ainda tenho em minha boca

do vinho que bebi em tua boca

goiaba que roubei do teu pomar

 

não fosse  o nome elo e ponte

ao menos fruta

que ficou no paladar

 

artur carNAvalha gumes

http://arturgomes.zip.net

http://carnavalha.zip.net

http://babycadelinha.blogspot.com

 

 

Escrito por artur rimbaud às 16h44
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: