Sagaranagens de Artur Rimbaud o Traficante de Escravas Brancas


11/02/2006


rua riachuelo
fio
elétrico
parede
sem teto
esqueleto

buraco
do avesso
telha
traça
na praça
o oco
que espelha
o endereço

Escrito por artur rimbaud às 14h53
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 14h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 14h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 14h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 14h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 14h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

10/02/2006


mamãe coragem

numa canção do lenine
o peixe está na rede
o mar está com sede
o rio agora chora

onde esta cidade pedra
veracidade medra
eu te esfinjo drama

onde a ferocidade fedra
eu te desejo deda
eu te devoro dama

pensando a trama do torquato
eu disse mamãe coragem
a vida é sagaranagem
fulinaíma é viagem
te levo na minha bagagem
não chora mamãe não chora

artur gomes
http://arturgomes.zip.net
http://carnavalha.zip.net
http://www.soundclick.com/bands/fulinaimaoutrasvozesoutrasfalas
http://www.soundclick.com/bands/arturgomesfulinaima



Escrito por artur rimbaud às 09h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

06/02/2006


Escrito por artur rimbaud às 16h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 16h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 16h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 16h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur rimbaud às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: